Ai percebemos que crescemos...



Quando as nossas roupas ficam pequenas, as ofensas deixam de acertar a intensidade, campo de visão aumenta, deixamos de perceber as coisas no tradicional “preto e branco” e começamos a ver as novas cores, tentar acertar a retina ate aguentar a sua luminosidade e as emoções que elas transmitem. Existem dias que passam num flash e a outros que parecem que estão encravados em uma timeline.


Dá-mos conta que crescer não é assim tão complicado, nem tudo tem que ser azul ou vermelho, acabamos por aprender que podemos misturar as cores, fazer com que o rosa não pareça tão menina e o azul tão menino, as piadas tornam-se cansativas, as histórias entediantes e os amigos antigos vão desaparecendo aos poucos por estarem a passar pelo mesmo processo.


Todo mundo cresce, e a maturidade tem um preço, quem diria que ser livre pode custar a liberdade? Crescer pode ser um arco-íris de emoções seguido num gradiente de loucuras e caindo tudo em cascata-style.




“Crescer é uma arte e nos somos os artistas...”

Posts Em Destaque
Posts Recentes